13jun 14

Casamento Civil

aliança

Bem, eu vou me casar e vim aqui explicar pra vocês como funciona todo esse processo (pelo menos no civil hehe). Como não vou me casar no religioso e não vai ter festa, vou falar aqui da experiência com toda burocracia do casamento civil. Contextualizando, estamos juntos à pouco tempo, muita gente chega e fala “mais já” ou “é muito cedo”. Pra mim não importa se você está junto com uma pessoa faz 1 dia, ou 5 anos, o importante é o desejo que vocês tem de fazer aquilo dar certo. Eu poderia ficar aqui falando da história da mulher que namorou três dias, casou e está casada faz oito anos, e poderia ficar argumentando da outra que namorou por um ano e ficou casada somente cinco meses, mas cada um é cada um e eu não me comparo a ninguém.

Muitas pessoas também falaram “mas só junta, se não der certo separa”. Nesse ponto confesso, sou bem careta. “Juntar”, me soa como quem começa uma relação já pensando no fim, as pessoas “se juntam”, pela facilidade que tem na hora de se separar. Claro que, salve exceções tem pessoas que realmente não veem necessidade nisso, mas como disse cada caso é um caso, e NO MEU CASO estamos construindo algo pra vida toda.

Bem então vamos ao que interessa, primeira barreira que encontrei. Eu achava que poderia dar entrada na documentação em qualquer cartório (doce ilusão), você tem que dar entrada a papelada no cartório mais próximo de onde você ou a pessoa moram, levar comprovante de residência (de ambos), RG (ambos) e o $$$$$ que varia de lugar pra lugar, mas fica em média R$ 330 reais. O pagamento é feito na hora que você vai lá e OBRIGATORIAMENTE você precisa levar duas testemunhas que sejam conhecidas ou de um ou de outro (também portando documentos).

Na hora de assinar os papeis de entrada eles perguntam se um dos noivos querem trocar o sobrenome (incluir o nome do outro), e o noivo também pode fazer isso se quiser. Eu optei por prestigiar meu noivo incluindo o sobrenome dele ao meu.

LEMBRETE IMPORTANTE: ao optar por trocar o sobrenome será preciso trocar toda documentação como; RG, CPF, CNH, etc.

Outro fato importante! Você pode escolher se quer o casamento em COMUNHÃO PARCIAL DE BENS (Neste regime, todos os bens adquiridos após a data do casamento serão comuns ao casal). COMUNHÃO UNIVERSAL DE BENS (Neste regime, todos os bens atuais e futuros de ambos os cônjuges serão comuns ao casal). SEPARAÇÃO TOTAL DE BENS (Neste regime, todos os bens atuais e futuros de ambos os cônjuges permanecerão sempre de propriedade individual de cada um). PARTICIPAÇÃO FINAL NOS AQUESTOS (Neste Regime, os bens que os cônjuges possuíam antes do casamento e aqueles que adquiriram após, permanecem próprios de cada um, como se fosse uma Separação Total de Bens).

E quando você pensa que está tudo lindo e maravilhoso, 10 dias antes da data escolhida vocês ainda tem que levar um documento que eles entregam preenchido pelos padrinhos (que não precisa ser necessariamente as testemunhas que foram quando deram entrada nos papeis) e que pode ser até quatro padrinhos, junto com os documentos deles. E como se não bastasse (acho totalmente desnecessário), um dia antes você precisa ligar no cartório um dia antes do casamento só pra falar “sim, eu vou mesmo casar táh!”.

Um site que foi muito útil pra mim e tirou todas as minhas dúvidas foi o Casamento Civil.

Por .

Comente pelo Facebook

Comentar