02out 17

Chá de hibisco pode causa infertilidade

O tão famoso chá para emagrecer pode não ser tão bom para a mulherada se tomado em excesso.

Esse famoso chá termogênico, capaz de potencializar o gasto energético e a queima de calorias, pois enquanto está sendo digerido, aumenta a temperatura corporal e acelera o metabolismo basal que também reduz a adipogênese, isto é, a formação de novas células adiposas, combatendo o acúmulo de gorduras em locais como o abdômen e o quadril, pode trazer riscos para quem pensa em ter filhos.

O chá de hibisco é rico em flavonoides, polifenois, ácidos orgânicos e vitamina A. Essas substâncias são antioxidantes e neutralizam a ação dos radicais livres, moléculas que, se presentes em excesso no organismo, provocam o envelhecimento das células e desencadeiam doenças.  “A elevada concentração da antocianina combate as inflamações das células, fazendo com que as mesmas exerçam corretamente suas funções e impedindo o acúmulo de toxinas”, explica a médica nutróloga Alice Amaral.

O estudo evidencia que o consumo contínuo de chá de hibisco interfere nos níveis circulantes do hormônio estrogênio, o que inibe a ovulação da mulher e causa uma infertilidade transitória. O consumo exagerado do chá pode fazer com que sua fertilidade e seus hormônios sejam prejudicados. Para as mulheres que sofrem com a TPM e outras condições do sistema endócrino, o chá de hibisco pode causar piora, devido a interferência no processo de ovulação.

Apesar de ele poder potencializar o efeito diurético de alguns medicamentos e alterar o equilíbrio estrogênio-progesterona, ele não pode ser garantido como efeito anticoncepcional.

#FICADICA

Fontes: Confirme e GNT

Comente pelo Facebook

Comentar