Autor: Vivi Leone

Posts publicados pelo autor.

27mar 15

Roupa inspirada em The Legend of Zelda

Vestido de Zelda

As amantes do jogo de RPG The Legend of Zelda já podem se vestir como a personagem na encarnação da Twilight Princess (acho que é isso, se estiver errada me corrijam) e jogar na vida real.

Não é iguaaaaalzinha…

twilight-princess-zelda

…Mas já dá para se inspirar e mandar muito bem quando jogar.

A fantasia custa apenas ($39.99) e você encontra aqui.

Por .
09fev 15

Mentalmente indisponível

Primeiramente vamos ao post que me fez querer falar um pouco mais sobre o assunto: Por que ela não responde suas mensagens? do blog Casal sem Vergonha. Coincidentemente eu estava pensando sobre isso ontem, olhando os dois lados da moeda o meu e o das pessoas com quem costumo me relacionar.

Cheguei a conclusão de que as pessoas querem conhecer gente, mas não querem se relacionar. Por exemplo, quando você dá match em uma pessoa no Tinder, o lugar onde as pessoas se mostram sempre disponíveis e muitas vezes escrevem em sua descrição para que os outros não sejam monossilábicos e realmente dar like se for querer bater um papo. Você deveria querer saber mais sobre aquela pessoa, deveria querer sair com ela e se relacionar de uma maneira que não é superficial, que vá além do sexo. Eu entendo que existam alguns fatores, como a pessoa pode ser chata, ou pode não rolar química.

Mas reparei que em 80% dos casos o problema é a indisponibilidade mental. Não damos sequer uma chance da pessoa nos conquistar, depois do segundo encontro (quando não no primeiro), já descartamos o outro como se ele fosse apenas um qualquer. Já aconteceu comigo da conversa ser boa, a ficada melhor ainda, mas a pessoa simplesmente não se interessar porque gostava de alguém ou porque não superou o antigo relacionamento. Então pra que fazer a gente perder tempo???

A resposta, pelo menos no meu caso (como pessoa também já fez isso com os outros), é que mesmo indisponíveis mentalmente para um relacionamento, paixões acontecem de forma inexplicável, sempre estamos em busca daquela pessoa que vai causar aquela ansiedade, aquele friozinho no estômago, e por imaginar que isso aconteça de forma instantânea esquecemos que para alguns sentimentos aflorarem é necessário tempo, e convivência com o outro, para descobrir nele características capazes de fazer a gente se apaixonar.

Vivemos na era do relacionamento miojo, queremos que tudo aconteça instantaneamente sem nenhum esforço. Queremos encontrar a pessoa perfeita virando a esquina, mas em um mundo onde tudo acontece rapidamente, para algumas coisas o melhor mesmo é não ter pressa.

tinder

Por Viviane Lima.

Por .
28jan 15

RECEITA: Rocambole de coração

rocambole de coração

Eu fiquei sabendo dessa receita através de uma amiga que fez para o aniversário do namorado dela. Assim, não vou mostrar a foto do dela porque os corações ficaram parecendo beijos e o rocambole ficou igualzinho a um bolo de carne. No caso dela não deu muito certo, mas pra quem manda bem na cozinha e quer tentar aqui vai a receita.

Ingredientes para o pão de ló:
4 claras de ovos
1/2 xícara + 1 colher de sopa de açúcar
60g de manteiga derretida
1/2 xícara de farinha
1/4 xícara de cacau em pó

Ingredientes para o recheio:
1  1/2 de chocolate branco ou qualquer outro chocolate de sua preferência
1 xícara de creme de leite fresco
1 xícara de morangos cortados

Ingredientes para o pattern:
1 clara de ovo
30g de açúcar granulado
40g de farinha – se preferir fazer o pattern de chocolate, substitua 20g por cacau em pó
20g de manteiga – temperatura ambiente
Corante natural de alimentos ou xarope de frutas

Utensílios:
Assadeira de 11×17
Papel pergaminho
Saco para confeitar – Manga
Rolo de bolo

Como faz:

 

Pra quem não conhece o Dulce Delight, é um blog da brasileira Raiza Costa ela vive em Nova York desde 2009,  é amante da culinária e aprendeu a cozinhar sozinha fazendo pesquisa, lendo livros e praticando a arte de encher os olhos das pessoas com sabor, amor e gostosuras.

E aí já fez o rocambole?

rocambole2

Por .
16jan 15

Ano novo, metas antigas.

 

metas de vida

Ano novo chegou com os dois pés no peito, e com ele inúmeras promessas que fazemos. Não tem como fugir disso, as metas servem pra nos manterem motivados ao longo de todo processo e por que não ter uma ajudinha para cumpri-las?

Por isso mesmo baixei o aplicativo Metas de Vida, criado pelo site Minha Vida. Ele te ajuda a cumprir seus objetivos sem eles emagrecer, fazer exercícios ou beber mais água.

Nele você encontra:

1. Emagrecer: O primeiro passo para emagrecer é monitorar seu peso semanalmente.
2. Mexa-se: 30 minutos de atividades físicas por dia fazem muita diferença na sua vida.
3. Comer verde: Adicione vegetais a sua refeição e deixe seu organismo equilibrado
4. Comer frutas: Preserve sua saúde com uma alimentação rica e colorida
5. Comer integral: Melhore seu intestino e ainda fique saciado por mais tempo
6. Beber água: Limpe o organismo, melhore o intestino e previna várias doenças
7. Dormir bem: Melhore sua disposição, memória e também previna várias doenças
8. Socializar: Encontrar com a família ou amigos melhora sua qualidade de vida
9. Usar fio dental: Cuide dos dentes e também previna doenças cardiovasculares
10. Parar de fumar: Abandone aos poucos esse vício que só faz mal a sua saúde
11. Usar protetor solar: Use diariamente para prevenir o envelhecimento e o câncer de pele

Se você coloca que sua meta é beber 2 litros de água por dia, ele envia alertas durante o dia e você vai marcando quantos copos tomou. Ele ainda faz um gráfico mostrando sua evolução na meta. É ou não uma mão na roda?

E você já testou? Conta pra gente o que achou.

Por .
23dez 14

Nail Art: Natal com boneco de neve e árvore

Nail Art Dani Darolt Boneco de neve árvore de natal smartgirls (2)

Hoje vim trazer um dos posts de Natal!

Esta é a unha com boneco de neve e árvore de Natal que fiz na unha da Íris. Não é difícil!

Nail Art Dani Darolt Boneco de neve árvore de natal smartgirls (1)

1 – Pintei com francesinha (Lapogee) e depois com a tinta fiz uns pingos brancos;

2 – Esbocei os dois desenho;

3- Terminei os detalhes e apliquei o glitter da avon!

Já fiz até adesivos com este modelo

91C

A unha ficou uma gracinha! Me inspirei num vídeo que vi na internet, se quiserem acessar segue:

Espero que tenham gostado!

Por .
18dez 14

#RECEITA: Beijinho de Leite Ninho com Nutella

beijinho

Férias, fim de ano, a época perfeita pra experimentar essa delícia de beijinho feito com Leite Ninho e recheado de Nutella. Vou falar que esse beijinho deixa muito brigadeiro gourmet no chinelo. Então vamos a receita!

Ingredientes

  • 1 lata de leite condensado
  • 3 colheres de sopa de leite Ninho
  • 1 colher de sopa de manteiga ou margarina
  • Nutella para rechear

Modo de fazer

Antes de preparar o brigadeiro, faça as bolinhas de Nutella usando uma colher, coloque em um prato ou bandeja e leve ao congelador para facilitar enrolar. Coloque todo os ingredientes em uma panela e leve ao fogo. Mexa sem parar em fogo baixo até dar começar a desgrudar da panela e você conseguir ver o fundo. Coloque num prato untado com manteiga e deixe esfriar. Retire a Nutella da geladeira e enrole as bolinhas com o brigadeiro, abra na palma da mão recheie com um pouco de Nutella. Feche bem a bolinha, passe no leite ninho e coloque nas forminhas.

Por .
12dez 14

O me atrai em um homem

atração

Um rapaz me perguntou o que me atrai em um homem…

Na hora respondi brincando, mas de todas as coisas que enumerei uma em particular era bem séria. Pra começar era não falar dos meus peitos!

Eu sou o tipo de mulher que nasceu com essa parte do corpo bem farta, e por alguma razão que desconheço alguns homens acham que elogiá-la é algo lisonjeiro. Não é.

Se você não tem intimidade, ou liberdade com a pessoa esse tipo de comentário é bastante desagradável. Existem outras coisas e formas de elogiar.

Sabe o que me atrai em um homem? A capacidade de fazer dar risada, pessoas bem humoradas tem magnetismo, porque todo mundo quer estar perto de uma pessoa que veja graça na vida.

Sabe outra coisa que me atrai em um homem? O cuidado.
Quando ele se preocupa em como foi seu dia, e se não foi bom o fato de ele querer saber como se sente e tentar fazer algo para que se sinta melhor.

Veja bem, não estou falando de beleza física, charme, nem nada disso. No fim das contas o que realmente torna uma pessoa atraente é o que ela consegue externar daquilo que tem dentro dela. Quer dizer que eu não olho a aparência? Claro que olho, é a primeira coisa que a gente vê em alguém, mas só beleza não se sustenta, é preciso ter aquele algo a mais que mantém o encanto e faz a gente querer estar perto.

Conquistar é uma arte que infelizmente nem todos dominam.

Por .
11nov 14

Separações não precisam ser traumáticas

  Bitch

Depois do meu texto desabafo sobre o meu divórcio, recebi muitas mensagens no Facebook de pessoas solidárias a “minha dor” . Primeiro porque muita gente não sabia (e ainda nem sabe) que me separei, outros só queriam os detalhes sórdidos do meu relacionamento relâmpago que fracassou. Então esse texto é justamente pra dar um basta a tudo isso, porque eu cansei de responder os “por quês” que só cabem a mim.

Em primeiro lugar eu não estou triste, chorosa ou suicida e a única dor que sinto é no joelho por ter batido ele na mesa. Segundo porque rompimentos são dolorosos sim, mas não precisam ser traumáticos.  Mas como você consegue estar tão bem?  Simples! Eu aprendi a me amar, a colocar minha felicidade em primeiro lugar e isso independe de quem está comigo. Para alguns isso pode soar extremamente insensível, mas quem me conhece a fundo sabe que o meu afeto não ultrapassa meu amor próprio e lamento se isso te incomoda.

Eu já fui o tipo de pessoa que ao terminar entrava em profunda depressão, que dormia 14 horas por dia só pra não sentir a dor da perda, e o que eu ganhei com isso? N.A.D.A. Só perdi momentos incríveis ao lado de pessoas maravilhosas.

Aprendi a não lamentar as perdas e tomei pra mim um mantra: estamos exatamente onde deveríamos estar. Para estar com alguém é preciso aprender a estar consigo mesmo, e isso implica em não se deixar anular pelas vontades do outro. O problema da maioria dos relacionamentos é a dependência que se estabelece logo no início.

Sabe, quando você se apaixona natural querer estar junto a todo momento, fazer as coisas junto, não querer desgrudar. É lindo (na teoria), com o passar do tempo um não consegue fazer absolutamente nada sem o outro e muitas vezes se sente mal por desejar querer fazer é quando a coisa toda deixa de ser saudável e o estar junto torna-se uma obrigação.

O espaço é algo que deve ser estabelecido logo de cara, porque é muito bom ficar com a pessoa que a gente está curtindo, mas melhor ainda é sentir saudade. Porque depois de sair com os amigos ambos terão histórias pra contar.

É preciso entender que existe: eu, você e nós. Porque como seres que não nasceram colocados em ninguém (desculpa aê mãe), precisamos preservar a nossa individualidade, até mesmo pra não esquecermos de quem somos. E ser mais eu não faz de mim uma pessoa menos carinhosa ou menos romântica (sério, eu sou um pote de mel).

Por .
03nov 14

De eu pra mim – Divórcio

viviane lima divorcio

Tenho 24 anos e já sou divorciada…

Havia saído de um relacionamento de quase três anos com uma pessoa o qual eu tinha amizade, e muita intimidade. Resultado de quem passa tudo isso de anos namorando. Mas havia aquele entrave de personalidades que por mais que exista sentimento não deixa a coisa evoluir como deveria.

Depois de terminar acabei me relacionando com um namorado de infância, que parecia ter a mesma personalidade que eu e os mesmos objetivos pro futuro. Com um mês de namoro resolvemos nos casar, em dois meses já estávamos compartilhando uma vida, já tínhamos um apartamento, móveis e estávamos acertando a vida financeira.

Foram cinco meses casada e sete no total. Você pode estar se perguntando: que raios passou na sua cabeça menina? 2 meses de namoro e casou?

Sim, ignorei todos os avisos de perigo dado por pessoas que tinham experiência de vida e principalmente, queriam o meu bem (como diz meu pai, sou um trator), quando coloco algo na cabeça não escuto ninguém, passo por cima e saio fazendo.

Não sei vocês, mas quando você passa por três anos dentro de um relacionamento e aí você encontra alguém que faz com que se sinta bem, você não quer passar por tudo de novo. É como se naquele momento eu pensasse que o namoro no fim das contas não era o que determinava ou não o sucesso de um relacionamento (eu realmente quis acreditar nisso, li até histórias de pessoas que se conheceram e casaram no mesmo dia, doce ilusão).

O que eu aprendi com isso?

Não se deve pular etapas! O namoro serve para que você tenha noção de quem é o outro e se pode lidar com os defeitos dessa pessoa. Pois é… ciúmes possessivo não é algo com o qual eu possa lidar. Ver uma pessoa me absorver e me fazer de centro do mundo, não é algo com o qual eu possa lidar…

Veja bem, eu posso lidar com muitas coisas. Lidava com a falta de organização, lidava com a cobrança de me deixar vencer pelo cansaço e muitas vezes ficar jogada no sofá, lidava com um filho de outro casamento. Mas lidar com acusações constantes de estar interessada em outra pessoa é algo com o qual eu não posso lidar.

Ah, mas toda mulher quer um homem que viva por ela!

Não necessariamente, quero alguém que viva apesar de mim, alguém que me veja como complemento não como um todo. Porque pra amar alguém você não tem que enxergar somente ela na sua frente. Um relacionamento onde você precisa se anular para fazer o outro feliz certamente tem algo errado.

Depois de vários episódios e cenas de ciúmes que culminaram no fim do romance, parei pra pensar sobre como teria sido o futuro e não me vi fazendo parte dele.

Se eu mudaria alguma coisa?

Sim e não, isso é algo com o qual eu ainda não consegui entrar em consenso. Por um lado eu não faria tudo isso de novo, casar, me doar, mudar tanto a minha vida em prol de estar com outra pessoa, etc. Por outro, eu não chegaria onde estou e não teria atingido um certo nível de amadurecimento sem viver essa experiência.

O que as pessoas acham Vs pro que eu ligo:

Algumas pessoas vieram me “aconselhar” ou expor suas opiniões sobre o fim do meu relacionamento (sem eu ter pedido). As pessoas expõem o que pensam como disse uma amiga, segundo suas próprias perspectivas, de acordo com aquilo que elas acreditam que deva ser, sem tentar olhar a minha ótica, as minhas expectativas. Sabe por que eu geralmente evito falar para as pessoas quando estou com problemas? Porque elas nunca vão entender.

Teve gente que veio dizer: “mas todo casal briga, quem não tem uma briguinha?”. Não foi só uma “briguinha”, e eu não terminaria um casamento onde me comprometi a passar o resto da vida, se uma simples “briguinha” fosse me fazer terminar.

Por que eu não estou acabada e morrendo de chorar?

Simples: sou o tipo de pessoa que é egoísta o suficiente pra se amar e pensar somente nos seus sentimentos. Se estou feliz isso me basta, se me sinto bem com as minhas decisões pra mim é o mais importante, porque não adianta nada tentar “segurar” mais alguns meses só pro outro ficar bem enquanto estamos sofrendo por dentro.

O que eu penso sobre casamento?

Me recuso a fazer o papel de pessoa traumatizada que nunca mais vai amar ou namorar. Mas casar? hum… No more! Meu pai falou que quem sabe daqui uns 20 anos eu não encontre alguém pra casar de novo (ele está mais traumatizado do que eu). Mas francamente farei de tudo para evitar que qualquer futuro relacionamento chegue nesse nível. Pode acontecer? Bem o Roberto Justus tem 7 casamentos então quem sou eu pra afirmar categoricamente né.

O que aprendi com tudo isso: não case!

Por .
08out 14

Como cachear seu cabelo – modo fácil

Cabelo - passo a passo- cachos - meia fina - Dani Darolt - smartgirls - penteado fácil (3)

A dica de hoje é: como fazer cachos naturais no seu cabelo, sendo que não estrague o cabelo e que seja fácil de fazer?

Aqui está a resposta! Bom, eu já fiz cachos de várias formas: chapinha, babyliss… Mas esta é nova e posso dizer que bem mais fácil!

O que você vai precisar:

• 1 meia fina 3/4 velha (1 mesma, não um par);

• Spray fixador (uso sempre o da charming, o extra forte).

E só! É isso mesmo, somente a meia e o fixador!

Primeiramente, amarre a meia envolta da sua cabeça (tipo Rambo) de forma que não prenda sua franja (a minha deixei separada e prendi no final para trás da cabeça).

Depois de amarrar, reparta o cabelo atrás, mais ou menos e comece a enrolar mecha, e vá pegando sempre mais cabelo (como na trança embutida) e fica assim:

Cabelo - passo a passo- cachos - meia fina - Dani Darolt - smartgirls - penteado fácil (1)

Depois disso, passe um pouco de spray fixador e deixe assim durante toda a noite de sono! No outro dia desamarre atrás e puxe devagar pela parte que ficou na testa! O resultado é in crível, o meu ficou super cacheado, e depois fui ajeitando com os dedos e ficou assim:

Cabelo - passo a passo- cachos - meia fina - Dani Darolt - smartgirls - penteado fácil (2)

Coloque mais um pouco de fixador e está pronto. Posso garantir que a duração deles é ótima, pois saí de casa (essas fotos eram 6 horas da manhã) e voltei depois do meio dia, andando direto! E olha como estavam ainda depois de mais de 6 horas:

Cabelo - passo a passo- cachos - meia fina - Dani Darolt - smartgirls - penteado fácil (4)

Eu achei super natural e bem lindo, sem contar pela facilidade, pois para enrolar não vai mais do que 10 minutos!

Aqui está o vídeo onde aprendi, pois foi mais um penteado da série que minha madrinha publica no facebook e eu tento fazer, bem curiosa!

Espero que tenham gostado. Se fizerem, comentem como foi o resultado!

E se tiverem mais algum jeito de deixar o cabelo cacheado, enviem pra eu tentar fazer!

Por .