17jul 18

ATELIÊ DE CRÔNICAS: UM LIVRO NO INSTAGRAM

O Instagram fará oito anos em outubro, a rede social é uma das mais fortes entre o público jovem. Com diversas ferramentas para engajar o público, saber como utilizá-la de forma criativa faz toda diferença. É o caso do Ateliê de Crônicas, um perfil dedicado à contar as histórias de Lídia: mãe, avó e escritora autoral.

Ela viu na rede social uma oportunidade de compartilhar suas histórias com um público cada vez mais conectado e que consome informações através de canais digitais. Em uma época em que ler através de kindle e celular, ter um “livro digital” ao alcance de todos é maravilhoso. Abaixo, alguns trechos da Crônica de Daniel.

VIVIANE LEONE: De onde surgiu a ideia de escrever crônicas?
LÍDIA: Eu escrevo crônicas desde muito nova. Era a forma que eu encontrava de me expressar e era como eu escrevia em meu diário. Eu gostava muito de ler e achava incrível a forma como os livros eram escritos e queria fazer algo parecido. Era como se estivesse escrevendo uma autobiografia.

VIVIANE LEONE: Porque escolheu publicá-las no Instagram?
LÍDIA: A ideia de publicar no Instagram foi da minha filha pois eu sempre gostei de interagir com as pessoas, ouvir suas opiniões e ela me disse que o Instagram era o lugar ideal, e realmente é.

VIVIANE LEONE: Você pretende publicar uma versão em livro ou ebook?
LÍDIA: Hoje não. Justamente pela falta de interação. O livro, a pessoa compra e não existe essa conversa aberta, essa proximidade com o autor.

VIVIANE LEONE: A crônica de Daniel é baseada em fatos reais?
LÍDIA: Sim. São histórias, experiências que tive (e tenho) em minha vida. É como se eu estivesse fazendo o meu diário público.

VIVIANE LEONE:  O que você acha que a nova geração pode aprender de mais valioso com a sua?
LÍDIA: Eu nasci em uma época onde tudo era censurado, onde não se podia ter opinião própria. Tudo era muito inalcançável. Hoje não. Hoje tudo é possível, os sonhos são possíveis. A nova geração poderá aprender através dos meus erros e até mesmo com os meus acertos. Só se é o que quer ser e que nunca é tarde demais para recomeçar. ninguém nunca é o suficientemente sábio pois sempre haverá algo para aprender durante a nossa vida.

VIVIANE LEONE: Existem planos pra outros gêneros de contos?
LÍDIA: No momento apenas fatos da vida real.

VIVIANE LEONE: O que podemos esperar do ateliê de crônicas?
LÍDIA: Histórias que te farão rir ou até mesmo chorar. E gostaria que soubessem que sempre estarei aberta para falar sobre qualquer coisa da minha vida. Só não a profissão  por que envolve outras pessoas.

Pra quem ficou com dúvidas sobre a ordem de leitura das crônicas é só ler de baixo pra cima! 😉

Por .

Comente pelo Facebook

Comentar