13jul 11

Assalto ao Banco Central

O filme Assalto ao Banco Central é inspirado na história do assalto que aconteceu entre 6 e 7 de agosto de 2005 em Fortaleza.

O filme estreia dia 22 de julho, mas tem sua primeira exibição hoje no festival de cinema de Paulínia.

Pude participar de um bate-papo com os atores Milhem Cortaz (que interpreta o barão) e Vinicius de Oliveira (interpreta Devanildo, o cunhado do Barão), além do André Moraes que fez a trilha sonora do filme.

De acordo com o nosso papo vou colocar aqui os principais pontos.

O filme era para estrear em janeiro, mas decidiram adiar e lançar em julho, junto com grandes filmes hollywoodianos.

Milhem Cortaz falou que o Brasil já está crescendo muito com filmes, mas que deve se empenhar em ter mais filmes de gênero (comédia, ação, etc) e que o Assalto ao Banco Central se empenha em ser um filme de gênero.

Acrescentou que foi um prazer trabalhar com os atores que estão nesse filme, que muitos deles são atores com os quais já teve vontade de trabalhar junto. Além disso comentou que foi ótimo trabalhar com o diretor Marcos Paulo, que como ele era um diretor de Núcleo Geral imaginava que seria diferente, mas que ele foi muito humilde e sempre pedia a opinião dos atores.

Ele conta que é um filme que tem triângulo amoroso, ação e comédia. Também citou que a produtora trabalhou muito em ser um cinema de qualidade.

Milhem apontou as diferenças de fazer o Barão e o Coronel Fábio (Tropa de Elite). O Barão é frio, calculista e ambicioso, já o Coronel é bem o contrário, ele deixa a vida levar, não é ambicioso, é mais tranquilo.

Todo o elenco foi treinado pela Fátima Toledo. “A Fátima tem um processo de desestabilizar a pessoa” disse Milhem acrescentando que em um exercício ela deixou o Barão tão descontrolado que ele chegou a quebrar a sala toda.

“Cinema lembra o teatro, porque quando se tem tempo é para trabalhar” falou Milhem citando o aproveitamento do tempo antes  e durante as gravações.

Vinicius também comentou sobre seu personagem, que ele é muito ingênuo e religioso e quando começa a ver a grana toda que está envolvida acaba sendo pego pela sua ganância.

As gravações foram feitas parte no Rio de Janeiro e parte em Fortaleza. A maior parte das gravações foram feitas em estúdio no RJ, incluindo a cena do túnel. Sim! O túnel foi feito em estúdio. Imaginou o trabalhão? Pois é, o fotógrafo de cena Zé Bob acompanhou e ajudou a fazer o túnel para ficar tudo perfeito para filmar.

Vamos ver o trailer?

A trilha sonora foi feita pelo André Moraes. Ele já fez trilhas de 22 filmes e entre eles está Lisbela, seu maior projeto.

Ele explicou que nessa trilha primeiro ele pesquisou o tom do filme, nesse caso é um filme forte, grandioso e com muito dinheiro evolvido. Após isso ele pensa nos personagens pontuando as características de cada um.

André conta que para achar o tom do personagem do Milhem ficou mais fácil quando ele perguntou para o ator “o que o Barão ouve?”. Além disso falou que para fazer uma música para o personagem do Vinicius foi mais fácil por ser um personagem mais sensível.

Gabriel Pensador fez um rap para o final do filme. Além disso Rogério Flausino e Caetano cederam a voz deles de músicas já conhecidas, mas André explicou que foi somente a voz, o resto foi totalmente refeito do jeito que ele quis.

Metade da trilha foi produzida em Los Angeles e a outra parte no Brasil.

Que tal ver o filme dia 22 nos cinemas?

Comente pelo Facebook

6 Comentários

  1. Ivan

    21/7/2011 às 23h40

    Casa comigo?

    Responder
  2. cesar

    24/7/2011 às 01h32

    só pelo trailer – “vamos fazer uma pequena redistribuição de renda” dá pra ver que o filme é uma merda. que bandido fala isso? deve ser mais uma produçao puxa-saco dos comumistas que estão no poder, e se continuar assim deve ser indicado pelo governo para concorrea ao oscar… quem não se lembra de – lula o filho do brasil – que foi indicado no lugar de – tropa de elite – ?

    Responder
  3. Diego Scofield

    24/7/2011 às 10h38

    Concerteza vai ser bomm …

    Responder
  4. Brunoro

    25/7/2011 às 00h33

    Fraco … fraquíssimo … Esperava algo melhor!

    Responder
  5. Lala

    25/7/2011 às 01h11

    Se vc não viu não pode dizer isso apenas pelo trailer!

    Veja e depois diga onde ele vai redistribuir a renda hahahaha!
    Muito bom o filme! Valeu!

    Responder
  6. Cismo

    25/7/2011 às 13h13

    Novelinha da globo…

    Responder

Comentar