11nov 16

As malditas lembranças

garota-memorias

Hoje eu concluí que a memória é nosso pior inimigo quando estamos tentando seguir em frente.

Se quando a gente terminasse algo, ficássemos focados no que temos que fazer desse momento em diante, talvez não ficaríamos mal, nostálgicos, com saudades e pensando em tudo que podíamos ter feito diferente.

Eu passo 23 horas e trinta minutos bem, mas chega a hora de deitar… Parece que o travesseiro faz a gente querer pensar em tudo que não queremos.

De repente você lembra de um sorriso, aquele primeiro que você viu quando conheceu ele. Em seguida você lembra dele sem graça de um jeito fofo se desculpando por te chamar pelo nome errado ou de como era bonitinho ele concentrado trabalhando. Lembra daquela sensação de nervoso de ver a pessoa depois de combinar em aplicativo… mesmo que não trocaram uma palavra por lá.

Até aí a história nem teve nada demais, mas já é muito.

Daí pra frente só piora… você lembra do reencontro, das risadas, das conversas no meio do filme que não assistiram, do primeiro beijo, de dormir junto… e acordar junto.

casal

Das coisas engraçadas, das histórias que ele te contou, de quantas vezes você quis falar algo mas guardou e deu um beijo apenas por medo de chegar exatamente nesse ponto você tá agora… lembrando.

Você pode ter a pior memória do mundo, mas nessa hora você vai lembrar de tudo como se fosse um filme.

Por fim, você fica nostálgica, meio anestesiada e apaga.

Comente pelo Facebook

Comentar