05mar 14

Adotando mais um gatinho

Luna-e-simba-gatos

Quando adotamos o Simba todo mundo dizia para levar 2 gatos e eu e o Gui achamos que dois seria muito. Um erro.

Como adotamos filhote, ele precisa de alguém para brincar, fazer companhia e tudo mais. O Simba, principalmente.

Nosso gato é muito apegado a gente. Ele pula para abraçar, ele dorme colado com a gente e se saímos de perto, ele vai ver onde estamos e nos acompanha onde formos.

Decidimos adotar uma gata, porque lemos na internet indicação de que é melhor ter casal, mas deve ser bobagem isso.

Linda, a gata que veio com o nome Maru e trocamos para Luna, tem na faixa e 8/9 meses. Preferimos alguma gata com idade próxima para ninguém ficar em desvantagem nas brincadeiras de lutinha.

Assim que ela chegou ele não queria sair de perto dela, mas como ela só brigava com ele, ele brigava com ela também, e eles brigavam o dia todo.

Aquilo de ciúme que falam o que o gato da casa tem, não senti isso do Simba.

Vou falar um pouco do que aconteceu nesses dias de adaptação e o tempo que levou:

Dia 1

Quando a gata chegou, separei o simba num quarto primeiro, nos primeiros minutos, pra mostrar pra ela onde fica tudo. Então soltei ele. Não fiz aquilo de deixar em quartos separados por muito tempo porque aqui o espaço é pequeno. Quando ela encontrou o Simba e resolveu cheirá-lo, ele assustou e começou a briga. Mas nada de muitos tapas, cada um no seu lado se encarando mais do que se estapeando. O Simba seguiu ela o tempo todo, ela não teve sossego. Por causa disso as vezes eu deixava ela no outro quarto para ela comer em paz, descansar um pouco e fazer as necessidades dela. Depois eu deixava eles brigando até se entenderem… o que não aconteceu nesse dia. Dormi com eles ainda brigando, acordei com o Simba do meu lado e ela na Janela (um espacinho que o Simba também gosta de ficar perto da tela).

Dia 2

Eles pareciam mais tranquilos. O Simba corria atrás dela e ela dava um tapa nele, quando ela ficava sossegada o Simba ia atrás bater no rabo dela… mas depois cada um se deixava em paz um pouco. Simba já estava respeitando ela quando ela queria ir no banheirinho ou comer. Deu pra sentir que eles querem brincar, mas ela é brava e se ele chegava perto ela já fazia cara feia.

Dia 3

Quando acordei eles já brigavam de brincadeira e vi trocando alguns beijinhos.

Aos poucos eles estão cada vez mais amiguinhos e me sinto um pouco trocada até, porque ele só brinca com ela agora, rs. Admito que não tive muitos problemas e a adaptação foi bem rápida. Dei muita sorte por ser tão rápido, dizem que chega a 15 dias as vezes, e meu maior medo era não dar certo.

DICA: O que me tranquilizou em não fazer todo o esquema de adaptação que grande parte das pessoas sugerem e soltar eles no mesmo ambiente  de cara foi que, em uma dessas ONGs que fui ver os gatos, uma veterinária disse que ela sempre solta no ambiente junto e deixa eles se entenderem. Acho que isso foi o que fez a adaptação acontecer mais rápido. Acredito que é bem raro ou impossível acontecer uma briga tão feia de gatos que eles saiam ensanguentados, mas por via das dúvidas, prefira ficar por perto nos 2 primeiros dias pelo menos.

Luna-e-Simba-adaptação

Final feliz nessa história!

Por .

Comente pelo Facebook

2 Comentários

  1. Vivian Oliveira

    5/3/2014 às 17h49

    Gosto tanto de ler essas “histórias de sucesso” s2. Em casa eu tenho dois machos…quando adotei o segundo, o primeiro já tinha 3 anos. Foi bem complicado, ele ficou com MUITO ciúmes, não queria conversa comigo e fazia FUUU se eu estivesse com o cheiro do outro. Tive que optar pela adaptação mais “demorada” – ainda mais porque eles iam ficar sozinhos durante a semana. Deixava o mais novo no meu quarto trancado (ele era filhote então não precisava de tanto espaço) e soltava ele a noite, e trancava o mais velho. O processo todo demorou 1 mês. Mas hoje eles se amam, se chamam se estão em ambientes diferentes, e ainda se estapeiam haha 🙂

    Responder
    • Andressa Roeder

      6/3/2014 às 10h08

      Então, já ouvi várias histórias de não dar certo e ter que devolver o gato ou de eles nunca se darem bem. Acho muito louco ter, que nem no seu caso, 1 mês de adaptação. Eu no 15º dia já estaria louca. hahaha.
      Beijos

      Responder

Comentar